Pesquisa afirma que mais Brasileiros entra na classe entre 2009 e 2011

Pesquisa afirma que mais Brasileiros entra na classe entre 2009 e 2011

 

Mais de 10 milhões de brasileiros foram incorporados à classe C no período que vai de 2009 e 2011, em um crescimento de 9,12% deste estrato econômico que vem sendo chamado de “nova classe média brasileira”, segundo um estudo da FGV divulgado nesta segunda-feira.

 De acordo com a pesquisa ‘Os Emergentes dos Emergentes: Reflexões Globais e Ações Globais para a Nova Classe Média Brasileira’, a classe C ganhou mais 10.524.842 de pessoas entre 2009 e 2011, contra 2.558.799 que ingressaram nas classes A e B no mesmo período.

 Com isso, segundo o estudo, a “nova classe média” brasileira passou, nos últimos dois anos, de 50,45% da população para 55,05%, contabilizando mais de 100 milhões de integrantes.Já a classe D perdeu 5.543.969 de brasileiros entre 2009 e 2011 (encolhimento de 14,02%), enquanto a classe E teve redução de 4.146.862 no mesmo período (decréscimo de 15,9%).

 No período entre 2003 e 2011, de acordo com a pesquisa da FGV, 39.589.412 de brasileiros entraram na classe C, enquanto 9.195.974 ingressaram nas classes A e B.Já a classe D perdeu 7.976.346 pessoas (redução de 24,03%) e a classe E perdeu 24.637.406 (decréscimo de 54,18%).

 Os números foram obtidos por meio do cruzamento de dados entre a Pesquisa Mensal de Emprego (PME) e da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílio (PNAD), ambas realizadas pelo IBGE.

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *