noticias

Católicos e evangélicos trabalham lado a lado durante Círio de Nazaré

Jovens afirmam que mesmo não partilhando da mesma fé, é a entrega pelo amor ao próximo que os move

A festividade do Círio de Nazaré, em Belém, é um dos maiores eventos religiosos do mundo. Estima-se que atraia cerca de dois milhões de pessoas em todos os cultos e procissões. Para servir a essa multidão, existe um grande grupo de voluntários.

Seja com cuidados médicos, seja com entrega de água ou com a proteção de romeiros em pagamentos de promessas, anualmente centenas de pessoas, a maioria jovens, dedicam seu tempo para mostrar amor ao próximo.
Um exemplo é a pedagoga Raquel de Luna, que há sete anos trabalha como voluntária da Organização Não Governamental (ONG) Pará Resgate, no atendimento de primeiros socorros durante as romarias. Para ela, o Círio é um momento de agradecimento. “Acredito que a fé e o amor são o único caminho para salvação, e o voluntariado une isso muito bem. Além de nos imergir nessa festa tão linda e espiritual, nos proporciona estender a mão a aqueles que também estão ali por amor a Jesus e a Maria”, explica.

Para Raquel, o requisito mais importante para quem deseja ser voluntário é o amor ao próximo. “Já socorremos desde mulheres grávidas até presidiários com tornozeleira eletrônica. Ali estamos todos na procissão por fé e amor”, conta.

Ao mesmo tempo que os católicos fazem demonstrações de fé, os evangélicos da cidade veem uma oportunidade de evangelização. Por vezes, trabalham ao lado de voluntários católicos.
A Igreja da Assembleia de Deus, em Belém, há seis anos organiza uma ação para atender os romeiros. Seu templo fica na Avenida Nazaré, por onde passam milhões de romeiros em duas grandes procissões da festividade, a Trasladação e o Círio.

O pastor Zildomar Campelo diz que o trabalho dos voluntários é um dever da comunidade cristã. “Essa iniciativa é para estarmos ali e fazer a vontade de Deus, como cristãos. Por que a igreja somos todos nós, as pessoas, e amar a Deus é também amar o próximo. Por isso estamos em busca dessa unidade de paz e amor”, asseverou.

Este ano, eles pretendem atender cerca de 5 mil pessoas com uma equipe de 500 voluntários. Além de uma vigília musical, eles distribuíram no domingo (8) cafés da manhã. Durante as procissões os evangélicos também entregaram água para os romeiros. Com informações G1 PrimeGospel

Mais

Post Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close