noticias

Morre o pastor Enéas Tognini, aos 101 anos

O pastor Enéas Tognini faleceu na manhã da última quarta-feira, 09 de setembro, aos 101 anos de idade, em São Paulo (SP).

Tognini foi o fundador da Igreja Batista do Povo (IBP) e do Seminário Teológico Batista Nacional. Na década de 1960, foi um dos líderes do movimento de avivamento espiritual, que deu origem à Convenção Batista Nacional (CBN), tornando-se presidente desta entidade posteriormente.

Tognini era filho de imigrantes italianos e nasceu em Avaré, interior de São Paulo, no dia 20 de abril de 1914. Formado em teologia pelo Seminário Teológico Batista do Sul do Brasil, no Rio de Janeiro (RJ), ele esteve à frente das igrejas Batista do Barro Preto, em Belo Horizonte (MG) e Batista de Perdizes, em São Paulo (SP).

Respeitado no meio evangélico, era influente sobre líderes batistas e de outras denominações, pois sua mensagem sempre veio acompanhada da pregação dos dons espirituais. Conceituado escritor cristão, publicou dezenas de livros e foi reconhecido pela Academia Evangélica de Letras do Brasil. Também atuou como presidente da Sociedade Bíblica do Brasil (SBB), e em 2002, o pastor Tognini foi condecorado com o título de Cidadão Paulistano.

Em idade avançada, o pastor havia sido submetido a uma cirurgia de emergência em março deste ano, para a retirada de um tumor no intestino. Sua recuperação pós-cirúrgica foi considerada boa pela equipe médica, que estava otimista e concedeu alta hospitalar uma semana após o procedimento.

Desde então, Tognini vinha recebendo acompanhamento médico regularmente em sua própria casa. A informação sobre a morte do pastor foi divulgada através de uma nota pelo atual dirigente da IBP, pastor Jonas Neves de Souza.

“Com pesar, comunico o falecimento do colega e amigo amado pastor Enéas Tognini. Pastor, professor, escritor, fundou o Seminário Teológico Batista Nacional (STBN), e a Igreja Batista do Povo. Avivalista, é reconhecido como um dos maiores responsáveis pelo movimento de renovação espiritual da Igreja Evangélica Brasileira e pela criação da Convenção Batista Nacional. A saudade causada pela ausência do nosso pastor Enéas é compensada pela lembrança dos muitos frutos deixados e pela certeza de que nos encontraremos na Glória. Que o Espírito Santo de Deus console os familiares, as ovelhas da IBP e os amigos”, diz a nota.

Enéas Tognini deixa a esposa Élia e suas duas filhas, Dinéa e Edna.

Fonte: Gospel +

Mais

Post Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close