QUATRO PESSOAS FORAM PRESAS NA SEGUNDA FASE DA OPERAÇÃO ÁGIO PREMIADO. A SUSPEITA É DE QUE ELES INTEGRAM UMA ORGANIZAÇÃO CRIMINOSA QUE PRATICAVA ESTELIONATOS LUDIBRIANDO AS VÍTIMAS COM A FALSA VENDA DE CARROS.

OS MANDADOS FORAM CUMPRIDOS PELAS EQUIPES DA POLÍCIA CIVIL EM APARECIDA DE GOIÂNIA E EM SENADOR CANEDO. DE ACORDO COM AS INVESTIGAÇÕES, O GOLPE CONSISTIA EM ANUNCIAR UM VEÍCULO EM JORNAIS, SITES E REDES SOCIAIS, VENDENDO O ÁGIO E COM PARCELAS REDUZIDAS. A VÍTIMA ENTRAVA EM CONTATO COM O ANUNCIANTE QUE SE PASSAVA POR BOMBEIRO MILITAR, PARA GERAR CREDIBILIDADE, E AFIRMAVA QUE JÁ HAVIA VENDIDO O CARRO, MAS QUE UM PASTOR CONHECIDO TINHA OUTRO NAS MESMAS CONDIÇÕES. A VÍTIMA ENTRAVA EM CONTATO COM ESSE SUPOSTO SEGUNDO VENDEDOR QUE CONTAVA QUE JÁ ESTARIA EM NEGOCIAÇÃO COM OUTRA PESSOA E PARA FAZER O NEGÓCIO PRECISAVA QUE A VÍTIMA TRANSFERISSE UM SINAL PARA GARANTIR A COMPRA. O QUE ERA FEITO, MAS O VEÍCULO NUNCA CHEGAVA. EM UM ÁUDIO COMPARTILHADO EM UM APLICATIVO DE TROCA DE MENSAGENS, UM DOS PRESOS NA OPERAÇÃO CONTA DO TRABALHO QUE TINHA PARA SE PASSAR POR PESSOAS DIFERENTES.

AS INVESTIGAÇÕES APONTARAM QUE O GRUPO ATUA DESDE 2019. 20 VÍTIMAS FORAM IDENTIFICADAS, MAS A POLÍCIA ACREDITA EM UM NÚMERO AINDA MAIOR. ESTIMA-SE QUE A ORGANIZAÇÃO CRIMINOSA TENHA LUCRADO MEIO MILHÃO DE REAIS COM ESSE GOLPE.

Texto: Eunice Fleury

Deixe seu Comentário

All fields marked with an asterisk (*) are required

 

 

 

ссылка

ссылка

ссылка

ссылка

ссылка

ссылка

ссылка

ссылка

 

 

 

биткоин миксер

очистить крипту

криптовалютные миксеры 2021